||»HOME ..| »MINISTÉRIO..| »PASTOR |.. »CONTATOS ..|»ORAÇÃO |.. »TV PALAVRAS DA VIDA
João 14:6 | Jesus disse: "Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida." Envie um e-mail para o Pastor Sérgio Adicione esta página no seu Favoritos

Menu

Clique e leia mais de 200 estudos bíblicos








ATOS DOS APÓSTOLOS / CAP. 24

ATOS 24: 1 – Cinco dias depois de haver Paulo chegado a Caesreia seus acusadores chegaram de Jerusalém acompanhados por Tértulo, um orador a quem tinham aliciado como conselheiro. Nm. 22:1-6

ATOS 24: 2 – Embora a Bíblia de muita atenção a palavra acusar, esta palavra não serve como base para doutrinas e momentos vividos pela igreja, esta palavra biblicamente na sua maioria foi usada com intenção maliguina, muito usada por Satanás em seus ataques contra a igreja Ap. 12: 10; Jó 1: 6 – 10; Zc. 3: 1 – 3.
Enquanto Tértulo pensa em acusar Paulo, Deus já estava preparando alguém para defender Paulo IJõ. 2; 1; Atos 18: 10; Atos 23: 11; Lc. 10: 19 e 20. Devemos  Lembrar  que sempre que acusamos alguém, com certeza também estaremos concedendo a esta pessoa o direito de defesa, e quando acusamos um crente já sabemos quem é o seu advogado. Jó 19: 13 – 25; Sl. 5:11.

ATOS 224: 3 e 4 – Tértulo começou a acusar Paulo, julgando que lisonja pudesse ter sobre o governador romano mais influencia que simples afirmações da verdade e da justiça o astuto orador começou o seu discurso louvando a Felix, sendo ele representante do povo judeu como poderia ele atribuir a paz a um simples governador romano Jõ. 19: 8 – 11; Rm. 13: 1; Jõ. 14: 27.
Tértulo teceu aqui a mais deslavada falsidade; pois o caráter de Felix era indigno e desprezível, dele foi dito que havia prática de toda espécie de luxuria e crueldade, “exerceu o poder de um rei com a têmpera de um escravo”.
Não é assim em nosso meio, para pregar dar testemunho ter oportunidades em igrejas muitos usam de lisonjas agradando a homens. Gl. 1: 10; Its. 2: 3 e 4.
Todos que ouviram Tertulo sabiam que suas aduladoras palavras eram uma mentira, mas seus desejos de assegurar a condenação de Paulo era mais forte que seu amor a verdade, embora em particular acho que ele amava mais o dinheiro e o seu ego do  que a verdade. IITm. 3: 1 – 5; ITm. 6: 3 – 10.

ATOS 24: 5 – Aquilo que Paulo pregava incomodava, irritava causava animosidade, atingia direto o reino de Satanás, revelava a verdade, libertava; curava tirava as pessoas do engano da mentira e do poder de Satanás humilhava o diabo e amarrava os seus demônios Mc. 3: 20- 27; Cl. 2: 13 – 16; ICo. 1: 18 – 24; Cl. 2: 1 – 3.
Defensor da Seita dos Nazarenos o Cristianismo na época além de ser conhecido como os do Caminho Atos 22: 1 -4; Atos 24: 14 eram também conhecidos como seita dos Nazarenos, porque Jesus havia nascido em Nazaré Mt. 2: 19 – 23 e foi criado Lc. 4: 16; Jõ. 1: 43 – 46.

ATOS 24: 6 – O Evangelho de Jesus, a mensagem da Cruz que salva e que liberta, cura e que leva para o céu, quando invade o templo (corpo do homem) atingi o homem no seu interior mexe com tudo o que  não presta que está dentro do homem, os demônios e o seu ego, a sua lei e as suas mentiras. Foi para proteger os seus demônios seu ego e a sua lei que Têrtulo iniciou a sua acusação contra Paulo Jõ. 8: 31 -47; Jô.6:43-68.

ATOS 24: 7 – Ele ainda acusa o comandante que informado pelo Espirito Santo Atos 23: 12 – 22;  IIRs. 6: 8 – 12; Lc. 12: 2; tirou Paulo das mãos deles.

ATOS 24: 8 – 9 – Eles acreditando que o governador ficaria do lado deles e entregaria Paulo do mesmo modo que Pilatos entregou Jesus Lc. 23: 1 – 25 continuaram com suas acusações.

ATOS  24: 10 – 14 – Paulo mais uma vez deixa o Espirito de Sabedoria usa – lo Dn. 5: 14; ICo. 12: 8 sabendo que o governador além de ser governador da província também era o que tinha ultima palavra, ou seja, era também juiz e dava o veredicto final. Vemos que Paulo não usou de bajulação ou procurou agradar o governador com lisonjas. Paulo começou a sua defesa revelando a verdade IICo. 13: 8; Jõ. 8: 32; Jô.17:17.
Paulo não tinha nada a esconder, não tinha nada a temer, Paulo não estava fazendo nada de errado Atos 24: 16. Paulo não só tinha uma consciência tranqüila como ensinava isto ITm. 1: 3 – 5 e 18, 19.
Paulo antes perseguidor do caminho Atos 22: 1-4 agora um adepto seguidor envolvido totalmente pela Palavra possuído pela Palavra disposto até morrer em Jerusalém pela Palavra Gl. 2: 20; Atos 21: 10 – 13.

ATOS 24: 101º. Paulo sabia com quem estava falando, Paulo conhecia o governador.
2º. Paulo sabia do poder que o governador exercia. Isto nos ensina que quando vamos defender a  nossa crença perante qualquer autoridade: 1º. Temos que saber com quem estamos falando. 2º. Saber o poder que esta autoridade tem Rm. 13: 1 – 3.

ATOS 24: 11 – Paulo não tinha nada a esconder, ele era um homem justo e temente a  Deus.

ATOS 24: 12 – Paulo não estava fofocando, fazendo contenda, discutindo a Palavra causando divisão formando facção ou causando rebelião, Paulo estava simplesmente pregando a Jesus Cristo ICo. 2: 1 – 5; IICo. 4: 3 – 5.
ATOS 24: 13 – Falavam de Paulo, o acusavam, mas tudo o que falavam sobre ele não era verdade e ninguém podia provar nada contra ele. Mt.5:13-16.

ATOS 24: 14 – Paulo servia este novo caminho chamado de seita por revelação Atos 9: 1 – 6; Atos 26: 1 – 18, mas jamais Paulo deixou de acreditar na Palavra, para Paulo o VT. As mensagens da Lei  e dos profetas sempre foram Palavra de Deus IIPd. 1: 16 – 21; IITm. 3: 14 – 17.

ATOS 24: 15 – Paulo mostra a importância de se ter esperança em Deus, e que em algum tempo na história haverá ressurreição dos mortos Atos 1: 6 – 11; IITs. 4: 13 – 18; ICo. 15: 51 – 58.

ATOS 24: 16 – O homem será julgado por quilo que ele possui dentro do seu interior, a consciência tranqüila para com Deus e com os homens é um passaporte para a vida eterna Rm. 7: 22; Mt. 15:1- 20.

ATOS 24: 17 – 20 – Paulo foi para Jerusalém participar das festas, e praticar os rituais da religião judaica, Paulo era judeu, e neste tempo o cristianismo chamado de seita dos nazarenos, os do caminho ainda era uma ramificação do judaísmo Rm. 11: 11 – 18 embora o texto fale claramente do Reino de Deus implantado no mundo até a vinda de Cristo, o judaísmo (Israel) era também ramo da grande oliveira (Reino de Deus) onde agora o cristianismo havia tomado o seu lugar por causa da sua incredulidade Rm. 11: 26, mas neste tempo o cristianismo não tinha o Novo Testamento, portanto a base dos seus ensinos,, doutrinas e crença vinha totalmente do Velho Testamento, sendo assim vinculado ao judaísmo.
O apostolo Paulo era perseguido e sofria as acusações dos judeus justamente por tentar mostrar aos judeus a vinda de Cristo o Messias esperado por eles, profetizado no velho testamento que os libertava de todas as tradições judaicas Gl. 3: 13 e 14; Rm. 10: 4 e a velhice da Lei e da letra IICo. 5: 17; IICo. 3: 3 – 18.

ATOS 24: 18 – Paulo não tinha tempo a perder, com alvoroço ajuntamento criando contenda, formando facção, promovendo rebelião, Paulo estava com o seu tempo ocupado em mostrar aos judeus que ele também era judeu, mas judeu convertido nascido de novo revestido do Espirito Santo mergulhado na graça. Gl. 2: 20; IICo. 12: 1 – 9 com a vida totalmente ocupada em salvar também os seus irmãos judeus Rm. 11: 8 – 14; ICo. 9: 19 – 22.

ATOS 24: 19 e 20 – Paulo mesmo com todo o conhecimento que tinha, com tudo que ele aprendera com o seu mestre Atos 9: 1 – 6; Gl. 1: 9 – 12 Paulo também tinha o maior cuidado para não escandalizar Mt. 18: 7; por isto ele fazia de tudo para os judeus ver nele um homem integro e justo que servia a Lei para não escandalizar os judeus e servia Cristo para salvar os judeus s os gentios Pv. 11: 30; Dn. 12: 1 – 3; Tg. 5: 20.

ATOS 24: 21 -  Eles não tinham nada em que acusar Paulo, não havia motivo claramente os que insistia com a acusação era os saduceus Atos 23: 6 – 8.

ATOS 24: 22 – Felix não era leigo sobre o assunto, ele havia ouvido falar do Caminho, ou seja, alguém já havia pregado Cristo para ele IITm. 4: 1 e2; Atos 8: 1 – 4.

ATOS 24: 23 – Felix era um homem que mesmo tendo a fama de corrupto e mau caráter, ele sabia que Paulo era um homem de Deus e também tinha ouvido falar de Jesus, portanto ele sabia que era perigoso tratar mal um homem de Deus, enviado pelo Senhor Jesus Cristo ISm. 26: 9; Mt. 27: 11 – 19.

ATOS 24: 24 – Felix já tinha ouvido falar acerca do Caminho Atos 24: 22, mas sabia pouco a Palavra que ele tinha ouvido ainda que pouco já havia produzido o seu efeito Is. 55: 11.
Por isto vemos a importância do evangelismo de rua, porta em porta entrega de folhetos e cultos ao ar livre Lc 5:1-10; Mt. 13: 31 e 32; Mc. 4: 26 – 29; Lc. 8: 4 – 15.

ATOS 24: 25 e 26 – Felix e sua mulher ouviram com muita atenção a Palavra de Deus, ouviram sobre a ressurreição o perdão do pecado a salvação através de Jesus Cristo, o juízo eterno, por um momento se preocupou, por um momento pensou em mudar de vida e ser um novo homem  IICo 5: 17; Gl. 6: 15, mas o velho homem o dominava. Felix era ganancioso, era movido por dinheiro ele não mandou soltar Paulo, porque Paulo não lhe deu dinheiro, Paulo não pregou para ele um Evangelho de bênçãos materiais, um evangelho que promete riqueza que serve para o homem viver bem neste mundo  ITm 6: 3 – 10; Tg. 4: 1 – 5. Paulo pregou para ele o Reino de Deus Mt. 6: 25 – 33 Paulo ofereceu para ele Jesus Cristo Atos 3: 6; ICo. 2: 1 – 5.

ATOS 24: 17 – Por dois anos Paulo esteve preso sob o comando de Felix. Felix não soltou Paulo porque além de ser ganancioso e mercenário era também político estava mais interessado em agradar os homens do que a Deus.  A Palavra é a Verdade Jõ. 17: 17 e a Verdade é que aqueles que buscam agradar os homens não podem agradar a Deus Gl. 1: 10; Its. 2: 4.

Pr. Ev. Sérgio Lopes » Voltar para o mergulhando

Leia os outros capítulos: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25 26 27 28                          
dizimo


BUSQUE NO SITE:




DEIXE SEU RECADO:



PARTICIPE DA NOSSA COMUNIDADE NO ORKUT:

Participe de nossa comunidade no Orkut.

Amazing Counters

Já visitaram


© 2009 PALAVRAS DA VIDA - SUA IGREJA NA INTERNET | Todos os dirseitos reservados |